A medida dos passos

Andar para mim é a capacidade de pontuar,
como em uma frase

À primeira vista tudo parece ter início e fim,
mas antes do início e do fim há
o que possibilitou o início e
uma marcação do que seria o fim.

Estabelecer pontos de
início e fim em
cada movimento é 
também a potencialidade e a limitação humana de
agirmos por um corpo.

O corpo limita,
mas também é o único ponto de partida
sem ele não há chegada

Um passo não pode ser maior do que as próprias pernas,
Ao menos que já seja salto
E o segundo passo só é "segundo"
porque há arbitrariedade do
início e fim
porque há corpo

Porque defino já definido





Mensagens populares deste blogue

A extensão da prática para a conduta

A humanidade no movimento feito solitariamente

Quando a palavra é corpo inteiro